Arvores Frutiferas -Arvores de Frutas

Árvores Frutíferas

 

fruta 1 300x300 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Árvores Frutíferas Ameixeira
A ameixa possui alto valor nutritivo, é rica em açúcar, sais minerais (cálcio, fósforo e ferro) e algumas vitaminas, como as vitaminas do complexo B, que evitam problemas de pele e reumatismo. É indicada contra a prisão de ventre por seu poder laxativo. Possui mais fibras do que qualquer outra verdura, fruta ou feijões secos.
A ameixa seca repõe nutrientes minerais como ferro, zinco e potássio, esse ajuda a diminuir a pressão sanguínea e melhora a saúde dos ossos.

Cada 100 gramas de ameixa fresca contêm 47 calorias.
A espécie da fruta seca apresenta valor calórico bem maior, por conter alto teor de açúcar.
Existem muitas variedades segundo o tamanho, cor, sabor e estação do ano em que se desenvolvem.
Os diferentes nomes que a ameixa possui variam de acordo com o lugar onde é cultivada.
No Brasil, a ameixa é cultivada em Minas Gerais, na Bahia e no Distrito Federal.
O período da safra vai de dezembro a fevereiro.
Durante a maturação, a ameixa sofre mudanças de cor, aroma, sabor e textura. Os indicadores de maturação determinam o momento adequado da colheita. Um desses indicadores consiste na firmeza da polpa que diminui, tornando a fruta tenra e macia.
Os dois fatores mais importantes referentes à colheita implicam em cuidado durante a mesma e a maturação adequada. Após a colheita, as frutas são selecionadas e classificadas.
A ameixa é utilizada no preparo de doces, conserva e geléia.

Por Patrícia Lopes
Equipe Brasil Escola

 

fruta2 200x300 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Árvores Frutíferas de Amoreira
A Amora 
Assim como a framboesa, a amoreira faz parte do grupo de plantas do gênero Rubus, sendo cultivados na Ásia norte ocidental, Europa, América do Norte e outras regiões de clima temperado. Suas exigências climáticas são bastante semelhantes às do morangueiro. A amora é indicada para a cultivação em pequenas propriedades, principalmente em regiões mais frias, como no sul do Brasil. É recomendável fazer o plantio nos meses mais frios do ano. No entanto, a planta pode ser encontrada de forma subespontâneo em várias regiões do Brasil com clima um pouco mais quente. A colheita da fruta vai de setembro a novembro.

A amora é uma fruta altamente nutritiva de sabor doce e um pouco ácida. Composta por 85% de água e vários minerais e vitaminas, a fruta é indicada no controle de hemorragias e da pressão arterial, além de exercer uma função antioxidante.
A amora é apreciada in natura ou usada na fabricação de geleias, sucos, doces, sorvetes, vinhos, licores, etc. Existe um grande número de espécies. A classificação de todas as espécies de amoras é difícil, uma vez que a ridicularização entre espécies é frequente.

carambola 300x210 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Árvores Frutíferas Caramboleira
A carambola
é uma fruta originária da Índia, de cor verde ou amarela e sabor agridoce. A caramboleira é uma árvore de pequeno porte, é bastante usada na ornamentação de quintais e jardins. A fruta é bastante consumida na China, principalmente na fabricação de sobremesas. Foi introduzida no Brasil em 1817, no Estado de Pernambuco.
O cultivo da carambola é indicado em regiões de clima quente e úmido. Em torno de 4 anos, a árvore já começa a dar os primeiros frutos. Uma caramboleira pode durar cerca de 50 a 70 anos. A fruta possui um formato semelhante ao de uma estrela, por isso também é conhecida como star fruit. A carambola possui cinco gomos e uma polpa de consistência rígida. A fruta é encontrada na grande maioria das vezes, em pomares pequenos, quintais e sítios, seu cultivo não é feito em escala. A carambola é uma fonte rica em sais minerais e vitaminas A, B1, B2, C, além de fósforo e potássio. A fruta é consumida in natura ou usada na fabricação de geleias, caldas, sucos e compotas.

cereja 300x224 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Árvores Frutíferas de Cerejeira
cereja (Prunus avium) é uma fruta pequena, arredondada, de cor vermelha e com polpa macia e suculenta, que tem a sua origem no continente Asiático. Rica em vitamina A, B e C, além de conter cálcio, ferro, fósforo e proteínas, o fruto da cerejeira é muito apreciado por combater os radicais livres e ajudar na digestão. A cereja é uma fruta que quando consumida in natura tem propriedades refrescantes, diuréticas e laxativas, e por ser rica em ácido salicílico é indicada no tratamento e combate ao reumatismo, gota, artrite e redução do ácido úrico. É uma fruta pouco calórica que contém muita fibra, o que auxilia no funcionamento do intestino. Com altas concentrações de antocianina, a cereja fresca é considerada um antiinflamatório natural, prevenindo inflamações e acalmando dores no corpo. As sementes encontradas no interior da fruta têm propriedades vermífugas e diuréticas. Além de poder ser consumida ao natural, a cereja pode ser ingrediente para a preparação de conservas, compotas, sobremesas, geléias e coquetéis.A cerejeira ou pé de cereja é uma árvore ornamental que se enriquece de flores, tornando-se muito bela e atraindo milhares de turistas em todo Japão. É uma árvore que pode atingir até dez metros de altura e que perde suas folhas no inverno, sendo por isso chamada de caducifólia. É uma planta que gosta de clima temperado, por isso o seu cultivo é mais fácil em regiões onde o clima é frio.

fruta5 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Arvores Frutiferas de Figueira
Figo
é o fruto da figueira, originário da região do meditarrâneo, pertencente à família Moraceae. Seu formato é semelhante ao da pêra e mede entre 3 e 7 cm. Pode ser encontrado de vários tipos com tamanho, forma e cor diferentes, por exemplo, pretos, roxos, vermelhos, verdes ou amarelos.

É plantado em vários países, já que se adapta em diferentes climas. Chegou ao Brasil no século XVI na bagagem dos primeiros colonizadores portugueses. Valinhos, localizado no interior de São Paulo é considerado destaque na produção de figo.

O figo é altamente energético, por ser rico em açúcar. Contém vitamina C, sais minerais como potássio, cálcio e fósforo. Combate inflamações do sistema respiratório. Possui ação laxativa suave, por conter fibras solúveis. Ajuda na prevenção do câncer, devido à presença da substância benzaldeído.

O figo verde é usado na produção de doces e compotas, o maduro é consumido in natura e utilizado na preparação de doces em pasta.

fruta6 300x201 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

 

Arvores Frutiferas de Goiabeira
A goiaba é o fruto produzido pela goiabeira. Possui alto valor nutritivo, pois apresenta grande quantidade de vitamina A, B1, C, cálcio, fósforo, ferro e fibras solúveis. Apresenta formatos diferentes, coloração da casca verde-amarela variável de acordo com a maturação do fruto, polpa de coloração variável podendo ser branca, rosada ou vermelha e interior preenchido por sementes.

Existem, aproximadamente, 2.800 espécies sendo que na América originou-se 130 dessas. Todas as espécies são utilizadas in natura (forma que ativa todos os nutrientes do fruto), na culinária, na preparação de doces, sucos, geléias e outros.

A goiaba é um fruto de alto benefício ao organismo humano, pois além de não conter muito açúcar, gordura e calorias a goiaba auxilia no combate a infecções e hemorragias, fortifica os ossos, os dentes e o músculo cardíaco, melhora a cicatrização e o aspecto da pele, retardando o envelhecimento, regula o aparelho digestivo, o sistema nervoso e dá maior resistência física. Deve somente ser evitada por pessoas cujo aparelho digestivo é delicado ou por pessoas que apresenta problemas de intestino preso.

Por ser um fruto delicado, a goiaba deve ser consumida assim que iniciar o processo de maturação, pois se muito madura pode não ativar seus nutrientes. É importante guardar a fruta em temperatura ambiente ou na geladeira em locais menos frios.

A goiabeira se adapta em diferentes solos, mas é importante cultivá-la em locais onde o vento frio não a atinja. O melhor período de safra ocorre entre janeiro e maio.

Por Gabriela Cabral
Equipe Brasil Escola

fruta7 300x200 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Arvores Frutiferas de Gravioleira
A graviola é uma fruta originária da América Central, pertencente ao gênero Annona, no entanto cultivada no Brasil, onde é muito apreciada, sendo também encontrada na África e Ásia. Uma gravioleira (angiosperma) possui porte arbóreo atingindo cerca de 4 a 6 metros de altura, adaptando-se principalmente em regiões de clima tropical e subtropical, onde desenvolve frutos com peso variando entre 2 a 6 quilogramas, podendo atingir até oito kg. Superficialmente, o fruto é envolvido por um tegumento verde, possuindo pequenas projeções espinescentes. Seu interior apresenta uma polpa (correspondendo a 65% da massa) contendo favos pouco distinguíveis, com sabor agridoce, textura macia e um grande número de sementes. É empregado industrialmente na fabricação de sucos, sorvetes e doces. Além de ser uma excelente fonte de vitamina C e do complexo B, também possui alto teor de ferro, cálcio, potássio, fósforo e carboidratos.
Estudos recentes revelam o seu alto potencial terapêutico, provocando variados efeitos no organismo: efeito antidiurético, antiinflamatório, anti-reumático, antiespasmódico, anticancerígeno.

Por Krukemberghe Fonseca
Graduado em Biologia

http://www.brasilescola.com/frutas/

 

Árvores frutíferas.

 

 

 

Arvores Frutiferas de Abacateiro
abacate 265x300 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

 

O abacate é o fruto do abacateiro, uma árvore da família das laureáceas, que pode atingir até 20 metros de altura. Suas folhas são utilizadas no preparo de chá, bom para a digestão, para combater infecção de garganta e tosse.
São conhecidas mais de 500 espécies de abacate, das seguintes origens: a guatemalteca, a antilhana e a mexicana.
O período de safra é de fevereiro a agosto.
O abacate pode ser consumido sob a forma de salada, sopa e conserva. A parte comestível é a polpa verde-amarelada, de consistência mole, rica em proteínas, gordura, fósforo, açúcares e vitaminas. Como sua gordura é facilmente digerida pelo organismo, pode estar presente na dieta das pessoas que apresentam problemas digestivos.
Possui forma arredondada e pesa entre 500 a 1500 gr. A coloração da casca varia do verde ao vermelho-escuro. As duas principais espécies de abacate são Strong, cor verde e a Hass, cor roxa.

 

Por Patrícia Lopes
Equipe Brasil Escola

 

acerola1 300x200 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Árvores Frutíferas de Acerola é uma fruta nativa da América Central, América do Sul e das ilhas do Caribe, conhecida também como cereja das Antilhas. É muito conhecida por causa do seu grande teor de ácido ascórbico, ou seja, vitamina, com apenas dois frutos as necessidades diárias de vitamina C são sanadas. É importante ressaltar que quanto mais verde a fruta estiver mais vitamina C terá e ainda, dependendo da época da colheita essa pode sofrer alteração na quantidade de vitamina C. Além dessa, a acerola ainda contém vitamina A, B1, B2, B3, cálcio, fósforo e ferro.
A acerola sofre variação em relação a sua cor, ao seu tamanho e ao seu formato, por possuir várias espécies. É extremamente frágil, permanece no pé por apenas dois dias após chegar à maturação. Quanto ao sabor, as acerolas podem ser doces, ácidas e super-ácidas sendo que sua utilização é maior na produção de sucos, o que não a restringe a outras finalidades.
A fruta é bastante utilizada por pessoas com gripe, afecções pulmonares, doenças do fígado, doenças nasais e gengivais. Nasce de uma árvore chamada aceroleira que se desenvolve em regiões de clima tropical e subtropical. Sua proliferação pode ocorrer através do plantio da semente, por técnicas de enxerto e/ou por estaquia. A aceroleira possui porte médio de aproximadamente três metros de altura com características de arbusto. Sob irrigação constante, a árvore produz fruto o ano todo e em terrenos não regados com tanta frequência, produz fruto até quatro vezes por ano. Nesse caso, a aceroleira floresce e frutifica principalmente no período da primavera e do verão.

 

jaca1 199x300 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

 

Arvores Frutiferas Jaqueira
A jaca
é o fruto da jaqueira, árvore tropical trazida da Índia para o Brasil no século XVIII. É uma árvore que chega a 20 m de altura e seu tronco tem mais de 1 m de diâmetro. É cultivada em toda região Amazônica e toda a costa tropical brasileira, do Pará ao Rio de Janeiro. A fruta nasce no tronco e nos galhos inferiores da jaqueira e são formados por gomos, sendo que cada um contém uma grande semente recoberta por uma polpa cremosa. Apresenta cor amarelada e superfície áspera, quando madura. As variedades mais cultivadas da jaqueira são: jaca-dura, jaca-mole e jaca-manteiga.
O fruto chega a pesar até 15 Kg. É rico em carboidratos, minerais, como cálcio, fósforo, iodo, cobre e ferro. Contém vitaminas A, C e do complexo B.
Pode ser consumida in natura, cozida, na preparação de doces e geléias caseiras. As sementes, sem pele e cozidas também podem ser consumidas como tira-gosto. O bagaço da fruta é utilizado na preparação de sucos, geléia e doces.

 

Por Patrícia Lopes

 

mudas frutiferas lichia 244x300 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Mudas frutiferas de lichia

Árvores Frutíferas Lichia

Lichia

 

Fruta denominada lichia, de nome científico Litchi chinensis Sonn, pertence à família Sapindaceae e teve origem na China e depois foi propagada. No Brasil, muitas pessoas ainda não a conhecem, ela tem sabor adocicado e aroma delicado.Sua planta, chamada lichieira, atinge de 10 a 12 metros de altura e a florada começa no inverno e vai até o início da primavera, e a colheita ocorre de novembro a janeiro. Os ambientes de clima tropical e subtropical úmido são os preferidos das lichieiras.O fruto é avermelhado por fora com casca áspera e quebradiça e esbranquiçado e gelatinoso por dentro, com textura semelhante à da uva. O plantio de lichia no Brasil ocorre em São Paulo, norte do Paraná e sul de Minas Gerais. É encontrada em diferentes países como Índia, Paquistão, Tailândia, Filipinas, África do sul, dentre outros. A lichia é fonte de nutrientes, minerais como ferro, cálcio, fósforo, gorduras carboidratos e vitaminas do complexo B, vitamina C, que atuam no sistema nervoso e circulatório. Além disso, outros componentes auxiliam no combate ao câncer. Pode ser utilizada para consumo in natura, fabricação de sucos, doces, compotas, sorvetes, licores, etc. A propagação pode ser por sementes, garfagem, enxertia, borbulhia, estarquia, além de outros.

 

Por Giorgia Lay-Ang
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

 


maca1 300x240 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Macieira

 

Árvores Frutíferas de macieira

MAÇÃ

 

A maçã é o fruto da macieira, árvore da família Rosaceae, com tronco de casca parda, lisa e copa arredondada que chega a 10 m de altura. A fruta mais cultivada do mundo é originária da Ásia e da Europa. Existem mais de 2,5 mil espécies de maçã. As variedades mais cultivadas são: gala, golden delicious e fuji. É considerada a “rainha das frutas européias”.
O período de safra é de janeiro a abril. Seu cultivo exige clima temperado.
O consumo de uma maçã por dia previne e mantém a taxa de colesterol. É eficaz para o emagrecimento, devido à presença de pectina, que atua dificultando a absorção das gorduras e da glicose. A maçã é rica em fibras, vitaminas B1, B2 e sais minerais (fósforo e ferro). Auxilia o bom funcionamento intestinal, contém propriedades antiinflamatórias, antibacterianas e antivirais. Combate os radicais livres por conter flavanóides, prevenindo assim o envelhecimento precoce. Colabora com a higiene bucal, limpando os dentes e fortalecendo as gengivas.
Ao comprá-la, observe o aspecto da casca, se a polpa está firme e sem rachaduras.
De sabor suave e fácil digestão, a maçã pode ser consumida de várias formas, in natura, crua, cozida, assada, sob a forma de doces, geléias, compotas, no preparo de bolos, tortas e crepes. A casca pode ser aproveitada para o preparo de chá, servindo como diurético. Quando fermentada, a maçã é utilizada também na elaboração de algumas bebidas alcoólicas. O Brasil tornou-se um grande produtor de maçãs desde a metade dos anos 70, sendo os principais estados responsáveis por grande quantidade da produção: Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná.

 

Por Patrícia Lopes
Equipe Brasil Escola 
pera 300x250 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Árvores Frutíferas Pereira

Pera

A pêra é o fruto originário da árvore denominada pereira. É cultivável em clima temperado e em regiões serranas de solo fértil. O fruto é bastante apreciado por causa do seu sabor suave e da quantidade de nutrientes que possui. São eles: vitamina A, B, C, sódio, potássio, cálcio, fósforo, enxofre, magnésio, silício e ferro, sendo uma das frutas que mais possui sais minerais.
A pêra é pouco calórica (aproximadamente 53 calorias a cada 100gr) e bastante utilizada em dietas, pois além do valor calórico é facilmente absorvida pelo organismo. Pela sua composição nutricional, a pêra pode ser utilizada em tratamentos cardíacos, prisão de ventre, inflamação intestinal e na bexiga, na formação dos ossos, dentes e sangue, além de auxiliar o sistema nervoso.
A pêra deve ser consumida quando estiver com a casca firme sem rachaduras, cortes ou manchas. Deve ser mantida em local fresco e seco evitando a utilização da geladeira já que essa altera seu sabor e seu aroma. Na culinária, a pêra pode ser utilizada em geléias, compotas, tortas, cremes, sobremesas, sorvetes além de também ser consumida in natura.

 

Por Gabriela Cabral
Equipe Brasil Escola

 

roma1 300x300 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

 

Arvores Frutiferas Romanzeira
Romã

Originária do Oriente Médio e da Ásia Menor, a romã é o fruto da romãzeira. A fruta é do grupo das punicáceas e possui uma polpa comestível, além de pequenas sementes. Conhecida desde a Antiguidade, a romã passou a ser domesticada no Irã por volta de 2000 a.C. Os fenícios levaram a fruta para as regiões próximas ao Mar Mediterrâneo. No Brasil, a romã chegou através dos portugueses.
A romã possui uma importância histórica grande, uma vez que fez parte do contexto cultural de muitos povos. Para os gregos, a fruta era um símbolo da fecundidade, tendo inclusive, sido consagrada à deusa do amor e da beleza, Afrodite. Para os judeus, a fruta simbolizava a esperança de que o ano novo que se iniciava, seria melhor do que o que se passara. Em Roma, era um símbolo da ordem e riqueza.
As capacidades medicinais da fruta já eram conhecidas desde a Antigüidade. Sabe-se que a romã é uma fruta oxidante, mineralizante e refrescante. O chá produzido pelas cascas do fruto é eficaz contra infecções de garganta. Além disso, é usado no combate a diarreias e disenterias.
Existem dois tipos de romãs. A romã amarela possui uma grande quantidade de sementes e um pequeno mesocarpo (parte carnosa). Já a vermelha possui um pequeno número de sementes e uma grossa camada carnosa, sendo, portanto, o tipo mais vendido em supermercados, feiras, etc.
O exportador mais importante da fruta é a Espanha, sendo que Turquia e Tunísia também produzem quantidades significativas da fruta. O maior comprador da fruta é a Inglaterra, sendo usada principalmente em zonas de mineração, uma vez que a fruta é benéfica mediante a contaminação de metais pesados.
tamarindo 300x200 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

 

Árvores Frutíferas de TamarindoTamarindo

O tamarindo ou tamarino, como também é chamado, é uma fruta originária da África equatorial e da Índia. Os árabes a denominavam de “Tamr al-Hindi”, que significa “tâmara da Índia”. Antigamente, o tamarindeiro e sua fruta eram considerados maléficos; as armas feitas com a madeira dessas árvores eram vistas como invulneráveis. O tamarindeiro é uma árvore com uma copa densa e pode alcançar até 25m, sendo apreciada também como forma de ornamentação em áreas urbanas. A temperatura média ideal para o desenvolvimento da planta é de 25ºC, em regiões de clima tropical úmido ou árido.

O tamarindo é uma vagem revestida por uma casca não muito grossa, porém dura e quebradiça. No interior da casca, há uma polpa avermelhada, fibrosa, com um alto teor de ácido tartárico.
A fruta demora aproximadamente, 245 dias para chegar à fase de maturação. No período em que as frutas estão amadurecidas, as sementes crescem, a polpa se encolhe e a casca se torna frágil, sendo quebrada facilmente com a mão.
Entre todos os outros frutos, o tamarindo é o que possui o maior teor de proteínas, glicídios e elementos minerais. O tamarindo é utilizado na fabricação de refrescos, sorvetes, pastas, doces, licores, polpas, etc., além de servir como ingrediente de temperos para alimentos. Suas sementes também são usadas como estabilizantes de sucos, outros alimentos industrializados e cola de tecidos.

No Brasil, a fruta é muito consumida nas regiões Norte e Nordeste, tendo se adaptado a essas regiões facilmente, devido ao clima que é mais quente.

 

http://www.brasilescola.com/frutas/

 

 

Árvores frutíferas:

 

Arvores Frutiferas Cerejeira Brasileira
Cereja-brasileira
ou grumixama (Eugenia brasiliensis) - árvore da Mata           Atlântica frutifica perto do Natal com frutos muito semelhantes em sabor e cor com a cereja nativa da Europa.

cereja bras 300x229 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

 

 

Guabiroba (Campomanesia pubescens) – arbusto produtor de frutos muito saborosos e refrescantes. Já foi comum nos campos cerrados da cidade de São Paulo e hoje sobreviveu na metrópole com poucos exemplares dentro da Cidade Universitária da USP.

 

 

taruma Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Arvores Frutiferas de Tarumã do Serrado

Tarumã-do-cerrado (Vitex polygama) – árvore dos cerrados com frutos semelhantes a uma azeitona-preta e sabor levemente adocicado. Na cidade de São Paulo sobrevive no Parque Usteri e na Cidade Universitária da USP.

 

 

perinha Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

 

Arvores Frutiferas de Perinha
Perinha-do-cerrado (Eugenia klotzschiana)- arbusto que produz um fruto nobre, a perinha é típica dos cerrados abertos. Não existe mais na cidade de São Paulo.

 

 

Arvores Frutiferas de Uvaia
Uvaia (Eugenia uvalha) – árvore da

Mata Atlântica produz frutos bons para sucos e ainda pode ser encontrado no Parque Trianon, na cerca próxima a Avenida Paulista.

uvaia 300x295 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Arvores Frutiferas de Coquinhos de Jerivá
Palmeira Jerivá (Syagrus romanzoffiana) – Talvez o único fruto fácil de encontrar nas ruas e jardins paulistanos. Seus “coquinhos” – como são conhecidos - já foram a alegria das crianças do passado.jeriva Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

 

 

 

Sete-capotes (Campomanesia guazumifolia) – semelhante a uma goiaba, tem a polpa doce e hoje é muito difícil de ser visto na Mata Atlântica da metrópole.

sete capotes 300x291 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

 

Arvores Frutiferas de Cambuci
Cambuci
(Campomanesia phaea) – fruta da Mata Atlântica e considerada símbolo da cidade de São Paulo, está quase extinta por aqui. Seus frutos são levemente azedos e refrescantes.

 

 

 

Arvores Frutiferas de Cagaita
A Cagaita (Eugenia dysenterica) - árvore do cerrado que produz frutos saborosos, mas não recomendado para ser ingerido em grande quantidade – o próprio nome da planta explica. Não existe mais na cidade de São Paulo.cagaita1 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

 

 

 

 

Árvores Frutiferas de Melancia do Serrado
Melancia-do-cerrado (Melancium campestre) – muito parecida com a melancia comercial, essa fruta está extinta dentro da cidade de São Paulo. Até o começo do século passado era comum nos campos-cerrados do Butantã, Ipiranga e até na região da Avenida Paulista.melancia serrado1 300x225 Arvores Frutiferas  Arvores de Frutas

Encontrar mudas dessas frutíferas ainda não é tarefa fácil.

 

http://arvoresdesaopaulo.wordpress.com/2012/04/10/10-frutas-nativas-dos-cerrados-e-mata-atlantica-de-sao-paulo/

 

Algumas de Frutas de Nosso Viveiro:
Amoreira   - Abiu Abacateiro -  Açai - Acerola -   Ameixeira -  Araticum  – Cajá Mirim - Cajueiro -  Caqui -  Mangabeira -  Nespera - Figueira - Graviola -  Abiu- Manga


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Powered by WordPress and HQ Premium Themes.