Embaúba-Mudas de Embauba

embauba 1.1 211x300 Embaúba Mudas de Embauba

Mudas de Arvores Nativas de Embauva

EMBAÚBA (Cecropia pachystachya)

Ocorrência  do Rio Grande do Norte até Santa Catarina
Outros nomes  embaúva, imbaúba, umbaúba, umbaubeira, umbaúba do brejo, ambaíba, árvore da preguiça, caixeta do campo.
Características  árvore de 5 a 10 m de altura. Tronco de 15 a 20 cm de diâmetro, ramificado apenas na região superior. Folhas simples, palmatífidas, com incisões que às vezes atigem o pecíolo, formando de 9 a 13 segmetos, com face superior áspera e a inferior com densa camada de pêlos esbranquiçados. Pecíolo piloso de 10 a 55 cm de comprimento. Espécie dióica com inflorescências masculinas ramificadas, com segmentos organizados aos pares, mais o menos pêndulas. As femininas, também aos pares, são pêndulas na frutificação, com bráctea pilosa. Eixo da infrutescência carnoso, apresentando numerosos frutos oblongos embutidos, com cerca de 2 mm de comprimento. Planta característica de solos úmidos, beira de rios, córregos, brejos e lagoas. Ocorre também em bordas e clareiras de matas em processo de regeneração, e tem preferência pelos locais ensolarados. É a “embaúba” mais comum de terrenos úmidos e alagadiços, podendo contudo ocorrer também em terrenos mais drenados. Abriga formigas no interior de seu tronco oco. A preguiça tem nas folhas jovens um dos seus alimentos preferidos. Um kg de sementes limpas contém mais de 1 milhão de unidades.
Habitat – tanto na área de influência dos cerrados, quando das florestas estacionais e formações do complexo atlântico.
Propagação  sementes
Madeira  muito leve, macia ao corte e de baixa durabilidade natural.

Utilidade  os frutos são comestíveis e muito procurados pelas aves, bugios, morcegos e servem também de alimento a várias espécies de peixes, como o pacu, a piracanjuba e outros. A madeira pode ser empregada como flutuadores em jangadas e embarcações em geral, para confecção de salto de calçados, brinquedos, lápis, palito-de-fósforo, forros e pasta celulósica. A casca é dotada de fibras muito resistentes utilizadas diretamente como embira, bem como para a confecção de cordas rústicas. As folhas, muito ásperas, são utilizadas como lixa de madeira, além de constituir-se no único alimento do bicho-preguiça. Suas raízes, folhas, flores, cascas, frutos e brotos são utilizados localmente com fins medicinais. Suas folhas e frutos são usados no tratamento da diabete, sendo úteis também contra a tosse e bronquite. Aumenta a energia do músculo cardíaco sem multiplicar os batimentos do coração. O suco obtido da raíz é um poderoso diurético. É uma excelente planta forrageira, com o gado chegando a consumir até os ramos. As embaúbas são consideradas árvores muito elegantes e ornamentais, possuindo grande potencial para uso paisagístico. Pelas características de rusticidade e rápido crescimento, não pode faltar em qualquer projeto de reflorestamento heterogêneo com fins preservacionistas.
Florescimento  setembro a outubro
Frutificação – maio a junho
Fonte:
http://www.vivaterra.org.br/arvores_nativas.htm#embauba


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Powered by http://wordpress.org/ and http://www.hqpremiumthemes.com/